Arquitetura

O que são pisogramas? Conheça os tipos de pisos externos impermeáveis

Estruturas são utilizadas em diversos tipos de projetos e são uma alternativa moderna para o paisagismo do local.

É bem provável que você já os tenha visto, mas não saiba exatamente o que são pisogramas. Essas estruturas também podem ser conhecidas como concregramas e podem ser consideradas uma alternativa interessante de renovação e paisagismo.

Os pisogramas podem ser aplicados em residências, chácaras, calçadas ou em áreas com grande circulação de pessoas. O efeito estético é de muito bom gosto e vai além de um simples revestimento. Nesse artigo, vamos trazer um pouco mais de detalhes sobre essa possibilidade de acabamento.

Entendendo os pisogramas

Como o próprio nome indica, os pisogramas são peças que misturam piso com grama. Trata-se de um recurso bastante utilizado em quintais, jardins, calçadas e estacionamentos. A ideia é que o assentamento da parte de concreto seja feito no solo, de forma que se tenha a sensação de que ele foi inserido no meio da grama.

Em meio ao concreto, os orifícios permitem o plantio e o crescimento da grama. Isso impede que elas sejam esmagadas pelos pedestres ou pelos veículos, aumentando a vida útil, melhorando o paisagismo e criando mais uma pequena área verde nos grandes centros urbanos.

A boa notícia é que esse tipo de piso é de fácil instalação, podendo ser aplicado a qualquer tipo de solo. Basta que o piso seja colocado sobre uma camada de areia grossa ou de pó de pedra e pronto. Depois é só fazer a inserção de grama nos espaços disponíveis.

Outra grande vantagem é que esse tipo de obra não requer nenhum tipo de ação que interfira em tubulações ou mesmo que impeça a passagem. Dependendo do tamanho da área, a aplicação pode ser feita em um único dia. Por suas características, essa é uma técnica amplamente adotada em reformas.

Por que usar estruturas de pisograma

São muitas as vantagens dos pisogramas e elas não se limitam apenas à estética dos lugares. Essas estruturas têm um alto poder de drenagem de água, sendo perfeitas para solos não impermeabilizados e evitando alagamentos.

Além disso, trata-se de uma forma de construção considerada ecologicamente correta, resistente e que não custa caro. A simples colocação permite que até mesmo pessoas que não sejam especializadas façam a aplicação. A parte mais demorada é o plantio de grama, mas ainda assim bastante rápida se comparada a outras formas de pavimentação.

Em termos de paisagismo, é importante mencionar a ampla variedade de formatos existentes. Isso permite até mesmo a criação de estruturas sob medida e exclusivas, de acordo com a sua criatividade. Como a grama pode ser utilizada em conjunto com muitos tipos de pisos, o leque de combinações que você tem à sua disposição é ainda maior.

Manutenção barata e resultado permanente

A simplicidade de manutenção é outro ponto positivo dos pisogramas. Sua preocupação maior será com a grama: basta mantê-la sempre aparada para manter as formas geométricas. Como a grama fica alguns centímetros abaixo do nível do concreto, em geral elas não se desgastam. Outra preocupação é a de cuidar para que as peças de concreto não se quebrem.

Assim, com aplicação e manutenção a custos baixos, os pisogramas são a opção perfeita para quem deseja renovar ambientes externos, mas não está disposto a gastar muito – e quer resultados mais rápidos e que não envolvam obras de grande porte. Consulte um especialista em arquitetura ou paisagismo e conheça as múltiplas opções que esse formato oferece.

Fonte(s): Casa & Construção